Skip to content

Café da manhã em família nutre o corpo e a alma

Inserir o bebê na rotina da família enriquece o desenvolvimento cognitivo e emocional

O bebê cresceu e já compartilha as refeições com a família, talvez não tenha provado todos os sabores e texturas ainda, mas as papinhas já ficaram para trás de vez. Ele desbrava o mundo e tem certa independência, pois já está engatinhando, testando os primeiros passos e percebendo o ambiente de casa.

A fase dos primeiros 1000 dias de vida do bebê – com todos os estímulos sensoriais, cognitivos, emocionais e nutricionais – é conhecida pelo impacto que esses estímulos na gestação e nos dois primeiros anos de vida causam no desenvolvimento humano daqui em diante, moldando a preferência, a saúde e o comportamento.

Bebê comendo

À mesa, a criança pode participar do momento em família e inseri-la no café da manhã da família é uma oportunidade de apresentá-la ao contexto familiar, propondo novos aprendizados nessa fase, conhecida como janela de oportunidades. Essas fases são decisivas para o desenvolvimento, pois o cérebro está em se organizando, as células estão se diferenciando e todas as sinapses do bebê estão absorvendo as novidades.

Durante esses 1000 dias ocorre a maior transformação na vida de uma pessoa: ela se desenvolve a partir de duas células para bilhões, seu tamanho e peso mudam em proporções exponenciais e tudo é novidade. São as brincadeiras construtivas, promovendo a interação com outros humanos e com os pais que mais fazem diferença na sua formação. Afinal, carinho e atenção também são nutritivos.

No café da manhã, para a nutrição fisiológica, o bebê de um ano precisa de cálcio, carboidratos e alimentos reguladores, que pode ser pão com queijo e morangos em um dia, e mingau de aveia e uvas secas no outro. A variação do cardápio é fundamental para estimular o paladar da criança, e aquilo que a família come também é atentamente observado pela criança. Proteína pode ser dada duas vezes ao dia, então não há necessidade de inserir no café da manhã, pode deixar para almoço e jantar, por exemplo.

Sugestões para o café da manhã:

  • Cálcio: Leite integral e derivados como queijo, iogurte natural, requeijão;
  • Carboidrato: cereais matinais com ferro, pães, bolos, mingaus, mel;
  • Alimentos reguladores: todos os tipos de frutas, até as cítricas.

Fora a refeição em si, sentar à mesa com os pais e irmãos é uma experiência positiva para todos. A conversa à mesa, o tempo juntos, as risadas, os cheiros, os sabores, as texturas e as cores são estímulos cognitivos e emocionais que ficam gravados no cérebro, principalmente no da criança. Ele pode se alimentar sozinho, pegando alimentos com as mãos e já ensaiando o uso da colher – e errando a pontaria eventualmente. Ele pode puxar a toalha para que aquilo que está longe seja facilmente alcançado pelas mãozinhas.

Aproveite esses momentos simples do dia e recheie a vida dos pequenos com essas impressões. Você é a pessoa mais importante na vida do seu filho, e essa conexão que você cria com ele que faz toda a diferença. Ao conquistar a criança hoje, você fortalece o adulto no futuro e seu papel nos primeiros anos ficará impresso em toda a vida do seu filho. Se criar filhos é uma arte, seu filho é sua obra-prima.

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.