Skip to content

Tag: Vinícius

Livrando-se das roupas velhas e dando lugar às novas!

Faz um tempo, coisa de nove meses, que fico com as mesmas garotas (além daquelas que você conhece na night). Isso com frequência de pelo menos duas vezes por mês com cada uma delas. O chamado fuck buddy. Nesse ínterim acontece de alguém confundir os sentimentos, e percebendo que você não quer algo mais sério, a pessoa terminar contigo. Você não se afastando totalmente, a pessoa decide tentar encarar os sentimentos de posse dela pra ficar do seu lado mesmo e voltar ao que vinha sendo antes.

Com uma dessas garotas, este término-volta aconteceu umas 3 ou 4 vezes só neste ano. Sendo que ela sempre informava a decisão dela por mensagem. Na última vez ela resolveu ser sucinta (usou menos de 140 caracteres, uma twittada praticamente) já que o assunto já tinha se tornado lugar-comum. Como todo homem que não gosta de perder, a luz de alerta se acendeu na mente, sendo que na mesma época eu havia deixado de lado uma outra “amiga”. Ou seja, em apenas um mês eu estava parando de ficar com duas das 3 que eu vinha ficando há meses. Mas não sei porque, vi nisso uma oportunidade de renovação. Como uma ex-sogra minha dizia: “Temos que nos livrar das roupas velhas do armário, ou novas roupas não entrarão nele.”

Resolvi deixar pra lá e não correr atrás. Permitir novas possibilidades. A conclusão que tiro agora é que o desprendimento é algo que devemos praticar de vez em quando. Sei que foi fácil pra mim por não nutrir fortes sentimentos por elas. Mas o sentimento cresce realmente a partir do momento que temos medo de perder. Nos apegamos a algumas pessoas apenas pelo medo de ficar sozinhos. Não é algo saudável. Acho que pelo fato de sair do comodismo, conhecemos novas pessoas e revemos outras, apenas por não estarmos mais na zona de conforto.

trocando namorada

(Não sei a autoria desta tirinha, caso você saiba, escreve aí)

4 Comments

[Mais um] Tentando entender as mulheres

Enquanto escrevo este texto, estou pensando no que realmente quero escrever. Ou seja, o que está sendo contado aqui é algo espontâneo sobre algum momento recente da minha vida. E quando você acha que está perto de entender a cabeça das mulheres, eis que você se pega indo no sentido errado. Percebe que não sabe da missa um terço.

razao

Um belo dia aparece uma figura nova no trabalho. Estagiária, 20 anos, no mínimo interessante. A menina é de outro setor, mas nos esbarramos de vez em quando. Ela sempre ri pra mim, faz que quer puxar assunto, mas ficamos só no olhar. Um belo dia, sem querer um sujeito perto de mim puxa assunto com nós dois (que estávamos próximo, mas cada um fazendo seu qual), e a partir daí começo a falar com a dita cuja. Até aí normal. Até que ela pergunta meu nome e pede pra adicioná-la no “msn” da empresa. Tudo bem também.

5 Comments

A verdadeira importância da cantada

Cantada pra mim é uma coisa subjetiva demais. Não vou falar da cantada de pedreiro ou daquelas que um grupo de amigos dá numa mulher que está passando na rua. A cantada aqui descrita é aquela que você está no bar ou numa boate e resolve se aproximar de alguém pela qual se interessou. Então você pensa no que vai falar. Qual o “método” a ser adotado. Se será o estilo brincalhão, o sutil, o que fala sobre coisas banais do tipo “Como tem feito calor ultimamente” ou “Esse DJ manda muito bem nas músicas” ou do tipo sério e arrogante dizendo o carro que tem, os países que visitou e o emprego “foda” em que trabalha.

Cada tipo de iniciativa é mais indicada que a outra, dependendo do lugar em que você está. Será?

cantada

(Não tenho a autoria desta tirinha =/)

Por isso cantada é algo subjetivo demais. A verdade é que se a mulher já foi com a cara do malandro, é só ele não falar uma ou várias besteiras absurdas que ela “cairá” na conversa. O que acontece (e que nós homens não sabemos) é que a mulher já decidiu se dará chance, se será fácil, se quer que o cara batalhe ou se não existirá qualquer possibilidade do champs conseguir algo com ela.

Peguei aqui

6 Comments

Todo homem é pegador!

Se todos os homens que você conhece parassem para contar as histórias de conquistas e romances deles, você teria certeza que são todos ‘Don Juans’, que possuem vidas emocionantes, mulheres interessantíssimas e festas da mais alta qualidade. Eu conto histórias assim, todos contam. Mas só me dei conta desta supervalorização ontem, ao conversar com dois amigos que conheço muito bem. Éramos três e só eu conhecia bem os dois e as histórias deles. A verdade é que eles são dois sujeitos mais devagar, não possuem tanta facilidade com as mulheres e a vida social também não é um mar de rosas.

Estávamos contando alguns ‘causos’ e percebei que as histórias que eles contavam e que eu já conhecia, se tornaram tão interessantes que resolvi escutar a nova versão das aventuras. No fim da noite, cheguei à conclusão de que os homens não se tornam pavões apenas na frente das mulheres, mas também na frente dos seus iguais. É chato escutar os exageros sem poder dizer nada pra não cortar as ‘penas novas’ dos seus amigos.

homem pegador

Vida Monga

6 Comments

Casou e acabou o futebol de Quarta

casamentoCasamento é aquela maravilha, né. Um monte de gente que você não via há tempos, festança, comida a rodo, bebida escapando pelo ladrão, amigos, mulheres solteiras e desesperadas, outras nem tanto. E quando o casamento é seu? Será que é bom também?


Um dia desses fui ao casamento de um amigo e tinha disso tudo aí que descrevi acima. Durante a cerimônia, estava ao lado de um amigo e escutei algo que até me assustou pois não sabia da veracidade do fato. Algo que me foi confirmado logo depois. Ele me disse algo como: “Caramba, cinco anos sem dar uma, ele deve estar se coçando pra tirar aquele terno.”


Como assim, Bial?


Reza a lenda de que a menina era virgem e queria concluir o santo sacramento do matrimônio nas condições em que veio ao mundo, lacrada (sic). Isso assusta qualquer um nos dias de hoje, menos eu principalmente eu. Pra tornar o fato ainda mais surpreendente, os dois namoraram durante cinco anos ininterruptos. Ele com 28 anos e o ela com 24. Sendo que o noivo não era mais virgem. Não sei vocês mas, eu não ficaria durante 5 anos, por vontade própria, sem sexo, uma vez perdida a virgindade. Cada qual com seus quais. Enfim.


A questão nem era essa, na verdade. Ou teremos que entrar em papo de religião, fidelidade e amor. E eu ainda não entendo muito do amor não pretendo falar do sentimento dos outros. A questão “em questão” (com a licença literária) é que, antes mesmo de se casarem ela disse que o futebol de quarta-feira iria acabar. Sim, ela não o deixaria mais jogar o sagrado futebol de Quarta.

14 Comments

O que você vai ouvir no Dia dos Namorados?

músicaChegando os dias dos namorados e quem já conhece a história, sabe que é quase um parto encontrar um lugar pra sair a dois e que não esteja lotado. Desde cinemas e restaurantes até motéis.

Para aquelas pessoas mais criativas e preparadas, a melhor forma de fazer uma surpresa, sem que seja um programa de índio e horas de espera em filas, seria um jantar num local mais calmo à luz de velas, podendo ser no próprio apartamento (dele ou dela). É fantástico quando você chega na casa do seu companheiro ou sua compaheira e está preparado um ambiente totalmente intimista com luz baixa, um prato saboroso e uma garrafa de vinho. Anotem a idéia! E nem vou cobrar pela consultoria.

Mas existe um fator que muitas vezes é negligenciado em detrimento de alguns outros mais complicados e trabalhosos. Faça a você mesmo a seguinte pergunta. Você pensa em que músicas os ‘pombinhos’ escutarão durante a noite? Já sei que a resposta é negativa.

Há uns meses atrás, eu e uma menina (então amiga) começamos a discutir músicas românticas que não fossem melosas. Quando começamos a perceber que concordávamos em quase todas elas, resolvemos fazer uma lista e montar um CD. Mas teríamos que escutar juntos (não tínhamos ficado até aquele momento). Obviamente, semanas depois da lista pronta, acabos por começar um relacionamento. A parte chata é que nunca escutamos o tal set-list juntos. Hoje não estamos mais ficando. Ela está namorando. Mas prometemos que uma das músicas não escutaríamos com outra pessoa (o nome da canção é segredo).

6 Comments