Skip to content

Sobre Mulherzinhas – Truques de beleza

cartao de visita anna

Muitos leitores conhecem o blog desde o início do mesmo (junho de 2009), mas alguns conheceram recentemente. Recebo algumas DM e e-mails com perguntas relativas à formação do Mulherzinhas: Como surgiu a ideia? Somos mais de uma mulher escrevendo no blog? Por que o nome ‘Mulherzinhas’? …

E há ainda (poucos ) os que não compreendem que o blog não trata da vida pessoal da blogueira que o escreve mas sim de situações (a maioria estereotipada) da relação homem e mulher.

Como surgiu o blog?

Cópia de mulherzinhas banner blog 1Um dia em uma conversa de msn, eu e mais duas amigas (uma delas minha irmã) resolvemos criar um blog para escrever sobre alguma situações nos relacionamentos homem x mulher. Combinamos tudo no msn e uma delas criou uma conta no google. Nascia aí o Mulherzinhas Cafas (blogspot.com). Cada uma de nós escrevia com estilo próprio e os assuntos que quisesse. Não tínhamos muita organização por se tratar de um blog para diversão nossa. Resolvemos entrar nas redes sociais em alta na época (maio de 2009) e uma delas nos alavancou como blogueiras: O twitter.

Na época também não assinávamos e nem mostrávamos nossos rostos. O motivo? Nenhum. Simplesmente o blog era logoblogerapenas um espaço para diversão.

Em julho de 2009 as outras duas blogueiras deixaram o Mulherzinhas Cafas e eu então fiquei na dúvida em continuar ou não com ele. Alguns fatos me incentivaram: a)Os leitores e seguidores do blog no twitter e b)amigos blogueiros. Essas pessoas em alguns momentos disseram que o blog tinha potencial e os mais íntimos falaram ainda: “Você deve sair do blogspot e comprar um domínio.” E também nessa época eu já não era apenas um avatar, pois depois de um papo com o Felipe Neto resolvi mostrar quem era a blogueira, passei então a colocar fotos minhas no twitter (isso permanece ainda).

E foi aí que nasceu o Mulherzinhas (sem o cafas). E com apenas um blogueira: eu. O blog ainda era blogspot e já estávamos com PageRank 04 e muitas parcerias legais.

Em janeiro de 2010, mudei o blog para o Hostnet e com a plataforma WordPress, nascia aí o Mulherzinhas.com, mas infelizmente por alguns problemas neste mês nada foi postado nem atualizado. Somente no final de fevereiro e com a ajuda do José FlávioLucas, do Douglas e do Daniel que o blog realmente foi ao ar. Mas também não posso esquecer a força dada por outros amigos (blogueiros) como o ThalesEdu, estes sempre acreditaram no potencial do blog. Valeu a todos. \o

180x40

Nascia o blog como você está vendo hoje, no dia desta postagem. Iniciei do zero os seguidores no Google Friends, os assinantes de Feeds e o PageRank caiu de 04 para dois. Novas conquistas, desafios e muito trabalho. E mais coisas para melhorar, por que a dinâmica da blogosfera exige. Não podemos ficar parados!!!

Mas…

Por que o nome ‘Mulherzinhas’?

Já recebi críticas e elogios ao nome dado ao blog. Mas também recebi muitas perguntas…Afinal, por que o nome “Mulherzinhas’?

É pejorativo à mulher? Como se ela fosse ‘inferior’? Se refere à mulheres fúteis? Na verdade o nome veio depois de ler sobre o que Fernanda Takai falava em uma entrevista sobre ser mulherzinha e a relação com a escritora Clarice Lispector. Hum?

Explicando…

Conhece o livro: Nunca subestime uma mulherzinha, de Fernanda Takai? Nunca subestime uma mulherzinha’ é uma reunião de contos e crônicas publicados pela autora nos jornais Correio Braziliense e O Estado de Minas, com prefácio escrito por Zélia Duncan. Nesta publicação o leitor poderá comprovar o talento literário e a irreverência de Fernanda Takai em textos confessionais e bem humorados. Com uma simplicidade sublime, a autora descreve momentos de sua vida e cria outros que poderiam caber na vida de qualquer um.

Em certa entrevista ela disse: “Eu dei esse título pelas críticas que as mulheres recebem no geral. Quem fica em casa lavando roupa e cuidando de filho parece invisível, mas as mulherzinhas são capazes de tudo. E eu também sou uma mulherzinha, né? “

E nessa linha podemos nos lembrar de Clarice Lispector. Que além dos livros conhecidos por todos, também escrevia sobre moda e culinária…

Veja o que diz sobre ela a pesquisa de Anita Gonçalves Hoffman:

“Clarice é muito conhecida pelo público e pela crítica pelos seus trabalhos como ramancista, mas pouco se conhece sobre seu lado jornalista. Atuando por mais de 30 anos como cronista, repórter e entrevistadora de colunas  femininas, Clarice estabeleceu uma relação estreita com suas leitoras sem se identificar, usando codinomes. Foi nas colunas femininas que Clarice tratou de assuntos referentes às inquietações das mulheres da época, dando dicas de saúde e beleza, ensinando como manter uma família feliz e um marido satisfeito. Clarice falou sobre assuntos corriqueiros e, talvez, fúteis, com pitadas de seu pensamento moderno e de sua ironia sutil.

Esse é blog, essa é a história. Quer saber mais? Acompanhe o blog nas redes sociais:

1

2

3

5

4

11 Comments

  1. Adorei a história de vocês e a avolução do site.
    Além disso gostei muito do que li. Parabéns!!!

  2. Ei!! Já deixei algumas mensagens aqui dizendo o quanto gostaria de participar do seu blog. Sou autora do: http://www.porquecontinuamoscasadas.blog.com. Um blog sobre relacionamento, família, filhos para mulherão e mulherzinha. O que faço pra me tornar parceira aqui?

  3. Bela história, belas parcerias, belas amizades…Bela trajetória e ainda quase um ‘bebê’ o blog, mas já nasceu com personalidade, só tem feito mostrar isso.

    E quero ver vc contanto tudo no Programa do Jô!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.