Skip to content

Não sei ser uma mulher moderna!

Hoje eu não falarei de relacionamentos, como de costume. Depois de alguns meses sem escrever, quero falar é da relação preguiça x tempo x mulheres modernas.

Sinceramente, eu não sei que tipo de mulher serei quando casar, tiver um lar, filhos, marido, trabalho, roupas para lavar, casa para manter arrumada, etc. Não preciso nem falar todas as tarefas desenvolvidas durante um dia moderno e feminino, só isso já me cansa.

Não me considero uma pessoa preguiçosa, sinceramente. Minha mãe discorda, diz que sou desmantelada. Mas é aquela coisa, eu tenho apenas duas atribuições que me consomem durante praticamente o dia todo. Trabalho e tenho aula à noite, estou tentando passar em algum concurso pra ter estabilidade e poder pagar alguém que faça pelo menos dois terços dos serviços do lar.

Pois bem, chego em casa às 22h30, me sobram algumas horas pra tomar banho, comer, estudar e voar sedenta nos braços de Morpheu. Aí, nesses curtos instantes, minha mãe quer que eu: coloque meus sapatos no lugar certo, que lave minhas roupas, que lave os pratos que sujei, que recolha toda a bagunça que deixei espalhada de manhã (madrugada), antes de sair de casa… Como posso?

Fora isso, definitivamente, não sou uma mulher que se mantém impecável todos os dias da vida. Parei para reparar em duas irmãs (gêmeas, por sinal) que fazem curso comigo. Em dois meses não as vi repetindo uma peça de roupa sequer, as unhas dos pés e mãos estão sempre bem feitíssimas, as roupas, nem um furinho, nem um amassãozinho. Pele, cabelos, nem preciso comentar, nunca a oleosidade passou por ali.

Questionei-me, então, por que eu não sou uma dessas? Porque simplesmente existem as que NASCEM com esse dom. Mulheres que acordam e dormem maquiadas, que tem cara de banho recentemente tomado o dia inteiro… Não existem só em comerciais. Elas estão ali, na fila da padaria, na sala de aula, é a sua gerente do banco, sua diretora. Enfim, várias dessas cruzarão seu caminho para provar que é possível ser linda e phina forever.

Mas queria ser uma mosquinha pra saber em que momento do dia elas param para se cuidar. Isso inclui: alguns minutos passando cremes, algumas horas fazendo unhas, meia hora hidratando cabelo, algumas horas preparando uma boa alimentação, algumas outras horas na academia e adicione outro tempinho considerável para algo que eu tenha esquecido.

Só nessa historinha aí se foi um terço do dia. Uma matemática básica prova que não é possível realizar tudo que é necessário para que o lar doce lar esteja tão impecável quanto a aparência da dona. Tá, ela deve ter sido uma boa aluna, estudou muito, teve um bom emprego desde nova e teve condições de pagar uma secretária do lar + babá + condução pra levar menino para a escola.

Sabemos que essa não é uma realidade para a maioria do proletariado brasileiro. Então, pensando como uma das que fazem parte da maioria esmagadora deste país, afirmo que é impossível ser: LINDA, BEM TRATADA, BEM ALIMENTADA, MALHADA, BEM SUCEDIDA, BOA ESPOSA, BOA MÃE E BOA DONA DE CASA ao mesmo tempo.

Se eu sei que meu forte nunca foi manter unhas impecáveis (quando lembro, dou uma serradinha, tiro a base que já está na metade da unha e coloco novamente), preferi investir em outras coisas, como trabalho e estudo, que por ironia do destino, ainda não chegaram ao topo do sucesso. Tudo bem, tenho apenas 23 anos, quase 24, ainda dá tempo de ser uma milionária antes de morrer (Né?). Mas tiro minhas VALIOSAS horinhas para escrever um texto desse, por exemplo, para falar besteiras no facebook e para DORMIR.

Depois de digitar isto aqui, sinto-me mais leve. Acredito que muitas se identificarão com a minha personalidade. As que por ventura forem uma dessas divas de novela da Globo, contem-me como é a divisão de horas / tarefas dos seus dias.

Bom, por hora, o desabafo fica por aqui. Espero voltar em breve com algo produtivo! Beijos e até.  Joana Sodré.

2 Comments

  1. Priscila Luz Priscila Luz

    Trabalho, Facul, academia, ajudo em casa, dependo de onibus|caronas e blas
    Lá vai os meus cuidados basicos de sobrevivencia encaixados no meu pouco tempo…

    A noite quase sempre deixo uma roupa pensada, raramente, separada pro outro dia;
    Meu despertador sempre toca antes do horario que eu deveria acordar, pq eu posso dormir mais um pouco (meio sem sentido, mas gosto de ter essa coisa);
    Me arrumo correndo pro trabalho e nunca arrumo os cabelos,
    Tenho um mini horario de almoço, então almoço no trabalho, e sempre tem bolachas pra hora da fome (integral, pra não abusar);
    As vezes levo meu note pro trabalho, para a contadora me ajudar uns 15 minutos no TCC (no almoço);
    Quando tenho aula, vou direto pra faculdade, quando não vou direto pra academia… (então todos os dias saio com duas bolsas de casa);
    Eu mesma faço a unha, sombrancelha, depilação… não tenho dinheiro, nem tempo pra ir no salão!
    Se preciso comprar algo, só tenho tempo no sabado;

    Os pulos do gato:
    cabelo: Lavo dia sim, dia não (normal), secador na raiz por 2 minutos, prento o restante umido num coque da vovó, quando solto fica um ondulado digno! Hidratação a cada 15 dias com Rigen faz um milagre 🙂

    pele: a noite, lavo o rosto, adstringente, creme hidratante ou uma pomada de assadura de bunda de nenem no rosto para curar os ematomas que eu deixo por apertar os cravos e espinhas, (apertar é errado, não faça isso); Cedo limpo a pele com adstringente, protetor solar e vamos embora!
    Carrego pó, baton e rimel, e encaixo uma maquiagem de 1 minuto quando dá (Enquanto espero a carona, no carro, no banheiro do trabalho, antes da aula)

    Unha: Geralmente faço enquanto assisto algum seriado|filme, na maioria das vezes sabado.

    Sapatos: a semana toda eles se acumulam embaixo da cama, sabado eu limpo(as vezes) e coloco nas caixas e guardo…

    Roupas: São jogadas dentro do guarda roupa do jeito que der, sabado tenho que arrumar pra poder achar alguma coisa.

    Bagunças: elas tem vida propria, não há tempo de lutar contra elas… as vezes escondo dentro do guarda roupa =X

    Acho que é isso!

  2. Graziela Graziela

    Oi, primeira vez que comento no seu blog!!
    Achei o post muito bom, porque muitas de nos passamos por esse dilema, as tais prioridades da vida, temos que estudar e de repente não podemos perder aquele tempo nos cuidando, hidrantando cabelo, fazendo a unha…Sabe cada pessoa tem seu ritmo, não é todo mundo que consegue ser assim tão ativa, mesmo que seja não vai conseguir aproveitar as 24 horas do dia ( nós precisamos de descanso!)
    As vezes ouço no onibus a comum frase:
    -Estou vindo do trabalho, tenho que chegar em casa, fazer comida, lavar roupa….(muitos itens) e depois dormir!
    E se ela não faz as pessoas julgam, mas porque ela não faz?Não estuda? Não cozinha? Não lava?
    Bjs!
    ps: meio que desabafei também!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.