Skip to content

A síndrome da mulher mandona.

Oi! Desculpem o sumiço 🙂

Queria falar sobre um comportamento feminino que se propaga como doença na internet, que olha, me dá três tipos de medo só de ver as meninas compartilhando…
To falando daquelas mulheres mandonas, insuportáveis que acham super legal mostrar quem guia relacionamento e própria vida, em atitudes demonstrativas desesperadoras que só deixam claro a  falta de amor próprio e insegurança.
Só eu acho meio idiota esse tipo de mulher? Que acha que mandar no homem é sinal de superioridade?
Existe uma diferença enorme entre saber liderar e ser mandona. E é onde muita gente patina ao tentar se mostrar.

Mulher mandona geralmente é mimada, adora se fazer de vítima, não aceita criticas e toda e qualquer opinião diferente da dela tá errada e se torna “recalque”.

Mandona
Fora que ela é ciumenta, possessiva e chata… Se as coisas não ficam do jeito dela, sai de perto porque é preferível encarar um dragão cuspindo fogo do que uma mulher em crise de birra!

Mas não é ciúmes é amor – É ciúmes sim e para de frescura! Não tente minimizar sua paranóia com sentimentos fofinhos e tirar o holofote da sua possessividade…

Sério meninas, não tenham essas atitudes babaquinhas de querer mandar nos caras… Acredite, se ele se deixa mandar, não é homem, é fantoche. E não tem nada pior que cara pau mandado e sem personalidade…

“Mas Jacque, então você nunca amou ninguém de verdade pra saber como é!”
Opa! Amei sim, só que amar não é se apossar, é conjugar, unir sentimento, interesse e idéias…

Admito aqui, que tenho lá minhas crises de ciúminho,mas daí pra transformar a vida das pessoas em um inferno são passos muito largos pra dar entendem? Meu segredo é autocontrole, quando sei que o sentimento é nocivo demais pra por pra fora, guardo pra mim e lido com esses demônios sozinha. Não foi assim sempre, mas é hoje, porque cansei de machucar as pessoas que me amavam por causa de birra e egoísmo.

O mais legal de se relacionar com alguém é justamente a sincronia e o encaixe das diferenças de personalidade, pra aprendermos com elas.

Para me botarem na fogueira da inquisição, elogiar, tacar pedra ou parabenizar, me siga no twitter ou comente por aqui que eu respondo… Adoro debates calorosos 😛

Beijos!

 

Colunista de hoje:

Jacqueline, fisioterapeuta, 2/5 engenheira, 25 anos paradoxais entre a emoção e a lógica em guerras eternas dentro do peito. Puramente incompatível com algumas regras sociais, conceitos inúteis e tabus bizarros… A favor do caos enquanto ele ajuda a evoluir… Tive um blog um dia, hoje eu só dissipo verdades e gero polêmica no twitter. (@nerdeliciouss). Tecnologia, games, música (minha guitarra), livros, séries, cinema e tatuagens = Minhas paixões. Não se engane pela minha cara de boazinha, nem sempre escreverei o que você quer ler, mas talvez seja o que você precisa. =)

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.