Skip to content

Vítimas de agressão!

awareverbal1Estou acostumada a abordar os assuntos com ironia (mesmo que para alguns seja necessário usar o Ponto de Ironia) mas hoje o e-mail da leitora é um assunto sério demais para qualquer tirinha ou comentário com este teor. Recebi esta história de uma leitora que deseja compartilhar o que viveu. Quantas mulheres  são vítimas de agressão de seus companheiros?

“Tenho  (24 anos) mãe, estudante e nas horas vagas escrevo um blog e pinto. Aos 14 anos fiquei grávida da minha filha, quando fui vítima do meu namorado.  Grávida na primeira relação, ele se mostrou responsável e se dispôs a assumir a citução, nesta época foi morar na minha casa aonde já residia com minha mãe. Ela trabalhava muito, todos os dias e não percebia o que estava começando a acontecer.

Eu achei que conhecia meu namorado, mas de fato eu era uma crinça e ele não. Aos 21 anos na época, começou a me agredir fisicamente afim de interromper minha gravidez e ameaçava me matar caso eu contasse a alguém. A cada dia que passava a situação se agravava. Ele me agredia incansavelmente sempre que tinha a oportunidade. Eram socos, puxões de cabelo e tapas até que eu caisse e quando isso acontecia vinham os chutes e pontapés.

Depois disso ele me dopava para que quando minha mãe estivesse em casa ele ter a certeza que eu estaria dormindo. Na frente dos outros me fazia carinhos que me davam nojo. Comecei então a ficar depressiva. Eu era uma criança que carregava outra e um enorme peso e traumas nas costas.

Assim foi ate o sexto mês da minha gestação, até que um dia tudo veio à tona. Era sábado e eu estava sozinha em casa quando por volta de dez da noite ele chegou, bêbado. Começou a gritar e me ofender, e em seguida me bateu de uma forma como nunca tinha feito. Ele batia com minha cabeça na parede segurando meus cabelos e me jogava do outro lado da sala, antes que eu pudesse fazer qualquer coisa ele me levantava e dizia: levanta para apanhar mais. Isso durou toda a noite.

Em algum momento ele me largou. Foi o suficiente para que eu me arrastasse ate a porta e abrisse o trinco. Cai nos braços de uma senhora que subia a escada que ao me ver naquele estado mobilizou todos que puderam ouví-la. Me levaram para o hospital e a polícia chegou. Mas o pior ainda estava por vir.

Acusado de agressão física e estupro ao menor, ele me ameaçava e a todos que me cercavam. Me mudei de cidade por segurança aonde dei a luz a um bebê prematuro de 7 meses, linda e saudável . Posso dizer que sobrevivi, bem como minha filha, mas não escondo minhas cicatrizes. Os exames de corpo delito me faziam parecer a criminosa na cituação. Os olhares da família e amigos que embora dando apoio, me faziam lembrar de todos os terriveis meses que passei.

Foi dificil, dificil demais, mas olho pra mim hoje e vejo uma mulher forte e consciente da sua própria grandeza. Eu usei a ignorância de um homem como escada para meu crescimento e cresci. Deixei para trás toda marca ruim, pouco a pouco fui superando os traumas e não demorei a sorrir.

Ele permanece impune, mas somente pela justiça dos homens. E eu sou uma mulher plena e feliz.  Quero ajudar mulheres que passam/passaram por isso. Então, sintam-se a vontade para enviar perguntas e pontos para discussão acho que facilita e por favor: use pseudônimos.”

17 Comments

  1. alana moreira da silva alana moreira da silva

    BOM TUDO COMEÇOU GUANDO EU TRABALHAVA NA EMBRATEL E DEPOIS DE ALGUNS MESES ESTAVA TRABALHANDO PELO BAIRRO DELE O CONHECI (PARECE QUE O INSTITO AVISA EU NEM QUERIA CONHECER ELE E DEPOIS DE UM MES A ENROLA-LO SEI LA SEMPRE INVENTAVA UMA DESCULPA PRA NAO VE-LO)DECIDE ENTAO A MARCA UM ENCONTRO PARA NOS CONHECE MELHOR COMEÇAMOS A FICAR E DEPOIS DE LGUNS MESES NAMORAMOS EM DEZEMBRO DE 2011 DOIS DIAS ANTES DO NATAL EU CHEGUEI DO TRABALHO ELE ME LIGOU AVISANDO QUE IA PRA MINHA KSA EU TOMEI BANHO E FUI PRA KSA DA MADRINHA DO MEU FILHO ESPERAR ELE.ELE CHEGOU NA MOTO FEITO UM LOUCO QUASE DERRUBA A MOTO SOBRE ME E NELA POIS ESTAVA PROXIMO A MIM PEDIU PARA EU SBIR E EU FIQUEI ASSUSTADO POIS NUNCA TINHA O VISTO ASSIM COM MEDO SUBIR E QUASE BATEMOS EM UM CARRO CHEGANDO EM KSA ME DEU UMA CABEÇADA E UM TAPA NO ROSTO A MADRINHA DO MEU FILHO CHEGOU E FALOU UM MONTE PRA ELE SO QUE ELE NAO VIU O QUE ELE TINHA FEITO E EU POR MEDO NAO DISSE NADA TUDO BEM PASSOU E EU DEXEI PRA LA PERDUEI EU SEI DEI OPORTUNIDADE PARA UMA NOVA AGRESSAO E DEPOIS DISSO TODA DISCUSSAO EU ME AMEAÇAVA AORA COMEÇO DE ABRIL DE 2012 ELE ME DEU UM TAPA NO MEIO DA RUA NA LUZ DO DIA EU ESTAVA NO SALAO DE BELEZA CORTANDO O CABELO DO MEU FILHO QUANDO ISSO ACONTECEU AI ELE DEI UM PONTO FINAL POIS DISSE QUE ERA MELHOR POIS ACABARIA ME MATANDO E QUE NAO ME PROCURARIA MAIS EU RESPIRE ALVIADAISSO JAMAIS ACONTECEU ELE NAO ME DEIXOU EM PAZ VINHA NA MINHA CASA PEDIA PRA VOLTA ME AMEAÇAVA DE POIS DE DUAS SEMANAS QUE NOS TINHAMOS TERMINADOS ELE CHEGOU EU ESTAVA JANTANDO COM UNS AMIGOS NA CASA DE UM PARENTE DE UM VEREADOR CONVERSANDO SOBRE POLITICA ELE ME CHAMOU E COVARDEMENTE ACERTO TRES SOCOS NA MINHA FACE SUBIU NA MOTO E EVADIU-SE DO LOCAL SEM QUE NINGUEM DESSE TEMPO PARA SER PEGO EM FLAGRANTE DESDE EM ENTAO ESTOU O DENUNCIANDO E PROSSESANDO CRIMINALMENTE E SOFRENDO AMEAÇA ELE PROVAVELMENTE NAO SERA PRESO EU EU SERA QUE VOU SOBREVIVER TENHO 22 ANOS SOU MAE COMO VOU FICAR POIS NESTE GRANDE BRASIL DE MEU DEUS SE FALA MUITO E POUCO SE FAZ SABE A JUSTIÇA QUE ELE PODE ME MATA EU POSSO PERDE MINHA VIDA E DEIXA MEU FILHO SEM MAE ELE NAO PODE FICAR ALGUNS ANOS PRESOS SEI QUE E ERRADO MAIS SE NAO FOSSE MEU FILHO EU MESMA CEIFARIA A VIDA DELE PASSAVA TRES MESES PRESA E DEPOIS FICARIA LIVRE LIVRE PRO RESTO DA VIDA ESSA E MINHA HISTORIA MEU DESABAFO

  2. Alguem Alguem

    oi não sei como contar minha historia , me sinto uma fracassada pois apanho sou humilhada na frante das minha duas filhas a mais velha de outro relacioamento tem 10 anos e uma de 1 ano e 9 meses do relacionamento atual que ja tem 4 anos não sei por onde começar ele acaba de estourar o vidro do rack que estilhaçou perto da nenen esta semana ja me bateu e rasgou minhas roupas me chama de prostituta e so me trata bem quando quer sexo não tenho coragem de contar pra minha familia so quem sabe é a mãe dele que diz pra eu tomar uma atitude mais tenho medo de ficar só sei la ja vivi taum largada e sem sentido que não sei o que é pior ele é bom as vezes mais to perdida é só isso que sei

  3. ELisangela ELisangela

    Ola.. eu fui vitima de agressao do meu ex namorado esse final de ano de 2011. Estavamos morando junto quando comecaram as agressoes, sempre por um motivo banal, seja um programa de tv ou ate mesmo algo la do passado que fiz, ou conheci alguem que ele se lembrava, pq ele me conhecia a 16 anos. No inicio do relacionamento era tudo perfeito, um homem como nunca tinha tido em minha vida, atencioso, amoroso era uma pessoa da qual planejava ter um filho com ele e um futuro. O ciumes infelizmente acabou com minha vida nesses dias, estou de volta a casa da minha mae e perdida nos sentimentos.. ele foi preso em flagrante ainda esta na cadeia faz 15 dias…estou triste…mas tinha que ser assim afinal sou mulher e minha força nao compete com a dele….
    nao critiquem é tao dificil essa situação que so quem passa sabe a pressao psicologica que se é imposto e como é dolorido nao poder contar pra ninguem….

  4. Gabriela pires Gabriela pires

    Oi eu sei qie esse blog pode me ajudar
    mas nao sei o que eu faço que decisão tenho´que tomar tenho 16 anos namoro a dois anos meo namorado sempre fala coisas horriveis p mim me agride psicologicamente arruma todos tipo de garotos que podem existir so que sou muito apaixonada por ele e ele diz o msmo e issso me torna fraca de nao tomar nenhuma atitude de termina tudo com ele e quando tento ele fala que vou me arrrpende muito que nunca vou achar o amor da vida que vou pagr daqui p frente so que ontem anoite aconteceu o pior alem de agrsoes verbais ele me agrediu fisicamente estav tendo uma discusoes entre nois dois e ele acabo tendo uma atitude que nunca pensei que ele ia faze peo meo cabelo e minha cabeçaa e bateu com tudo na parede fui para no hospital so que nao falae p minha mae ainda nao sewi o que fazer me ajudem porfavor beijos

  5. […] abordei aqui no blog sobre agressão física e moral com o post “Vítimas de agressão” mas recebi um e-mail que fala de uma agressão sutil e não menos dolorosa. A leitora sente-se […]

  6. Guida Guida

    Oi
    conheci seu blog hj e era realmente o que gostaría de ler. Estou passando por uma fase exatamente assim, fugindo de um agressor, passei de vítima a prisioneira de minha msm condição. Ele está solto e me ameaçando.
    Gostaría de saber o que a justiça pode fazer por mim.
    Qual o blog desta sua seguidora? só ficou faltando isso.

  7. Nossa Ana que história hein, tem que procurar ajuda nesse caso, pq não foi uma situação normal né? Td bem que teve álcool mas tem que se cuidar. Boa sorte!

  8. ana ana

    Aconteceu tem dois dias, eu estou ficando com o cara que se demostrou maravilhso, parecia um principe que toda mulher sonha em conhecer…mas rolou um episodio que ate agora estou em choque…eu fui convidada por uma amiga para um jantar, nao era festa nem nada de no maximo 7 pessoas, como eu nao estou namorando com ele nem nada, resolvi ir sozinha, mas cheguei a pedir a opiniao dele, c ele ficaria chateado c eu fosse , mas ele aceitou de boa, so com a condicao de nos vermos apos o jantar, e ate combinamos que depois do jantar, e ficou combinado assim So que ele comecou a me mandar msg estranhas, falando que eu estava com homens fazendo sei la o q, comecou a me acusar do nada…dai eu liguei p ele e ele comecou a gritar no telefone que ia acabar com a vida da minha amiga e outras coisas que nem me lembro, falei p ele me buscar p conversarmos…qdo cheguei ao carro ele estava completamente alcolizado, me xingando de nomes horriveis, me acusando que eu estava com outro…dai ele entrou em um motel proximo, achei que ate seria melhor p ele melhorar, pois estavamuito bebado..mas continuamos brigando, brigando, ateque eu disse que eu nao queria mais, que nunca mais queria ve lo, dai ele pegou uma taca de vidro quebrou ela e cortou sua garganta na minha frente, gracas a deuss nao a ponto de ele morrer, mas eu tentando impedir, me cortei toda, depois ele pegou uma toalha e tentou se inforcar, e quando eu tentava impedir, ele me mordeu, tentou me inforcar, me cortou,acho ate que quebrei meu dedo pois ele ta muitto inchado e nem consigo meche-lo….mas enfim, temos que tomar cuidado ao nos relacionarmos , pois as aparencias enganam…

  9. Gente, imagina o terror na cabeça de uma menina de 14 anos, com um idiota como esse!
    Falam tanto da tal lei Maria da Penha, mas não colocam nada em prática…

  10. Miranda' Miranda'

    Comecei a frequentar esse blog agora e gostei que além de sacanagens, brincadeiras e zoações, existe papo sério.
    O que tenho pra falar não chega nem aos pés do que a moça escreveu, mas também serve para nos alertarmos com a covardia de certas pessoas.
    Namorei 5 anos da minha vida desde os meus 16, me dizia apaixonada e ele o mesmo. Entretanto, todas as vezes que discutíamos rolava xingamentos, estejamos sozinhos ou na frente de amigos. Isso me deixava louca de raiva, mas nunca tive coragem de dar um ponto final. Ele nunca levantou a mão pra mim, porém, as palavras que falava era a mesma coisa de ser espancada.
    Não só físico, mas psiciologicamente certas palavras e ações destroem uma pessoa. Hoje, sei que encontrei o amor da minha vida, que me respeita acima de qualquer coisa e que dividimos sonhos que conquistaremos em breve.
    Não podemos deixar que isso continue, nunca ache que eles vão vencer. Vai e denuncie, as leis estão aí para nos ajudar e eles irem para o lugar deles. Nunca se tranque em uma vida que pode ser totalmente diferente. Ele pode ameaçar, prometer que vai matar todos que ama, porém, denunciar vai fazer uma diferença total em sua vida! Mude, aprenda! Deus te quer feliz, te quer bem e forte!

    Continuem com esse blog MARA! Parabéns!

  11. […] Assunto sério. Uma leitora do Mulherzinhas relata como sofreu fisicamente por estar ao lado de um bandido que a agredia. Um tanto quanto dramático o relato, confira na íntegra aqui. […]

  12. Lidi Lidi

    Conheci o blog hoje e ja me deparei com uma situação que já vivi. Namorei durante 9 meses um monstro, que além de me humilhar na frente dos meus amigos ele me batia também.
    Esse namoro acabou com a minha auto estima, tive que fazer tratamento com antidepressivos e psicólogos pra me desprender de uma relação doentia. Hoje, quase 3 anos depois, namoro um cara que é super fofo comigo, reconstruí minha vida e realizei a maioria dos meus sonhos.
    Sempre digo que quando a gente namora um monstro tem que usar isso como aprendizado e antes de se envolver novamente com alguem prestar muita atenção, principalmente ao passado dele, pra não repetir a historia de novo. O meu único arrependimento foi ter apanhado e isso ter ficado impune.. Mas Deus sabe o que faz e colocou alguem muito especial em minha vida!

  13. najilah najilah

    só pelo fato de ter a força de escrever essa história considero uma grande vitoria. Me lembra um filme que assisti a poucos minutos chamado de Preciosa, muito emocionante grande historia de vida.Parabens pela coragem e determinação e exemplo, beijos’ e boa sorte no seu caminhoe de sua filha.

  14. É incrível até onde chega a covardia de alguns homens. Hoje está um absurdo a violência contra a mulher e não somente a violência física, mas a violência moral também. Por isso uma das missões de nós blogueiros que temos como foco, principalmente o publico feminino, passar energia, força, e conhecimento para que mulheres não caiam mais em amardilhas desse tipo.Excelente POST.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.