Skip to content

Não sou ‘boa’ o suficiente para ele?

Quando um relacionamento não dá certo começamos a pensar onde foi que erramos, qual o motivo do término. Isso pode durar dias e noites (geralmente de insônia). Temos que tomar cuidado para não ficarmos ‘viciadas’ no sentimento da perda e principalmente devemos evitar a ‘culpa’.

Será que uma pessoa é ou não ‘boa’ o suficiente para que o parceiro deseje um compromisso mais sério? O que leva um homem a rejeitar o namoro com essa e namorar a outra? E o que fazer quando ele não quer mais voltar?

É o que pergunta a leitora de hoje:

“No carnaval do ano passado conheci um homem maravilhoso, tímido, mas engraçado, do jeito que eu gosto, e me encantei por ele. Estávamos no sítio de uma amiga minha aqui no interior (onde eu moro), e depois de 4 dias passando o tempo todo juntos, ele criou coragem para ficar comigo, e foi super fofo, nunca tinha sido tratada tão bem por um homem. Fiquei super apaixonada. Depois de alguns dias viajei para São Paulo para vê-lo e foi perfeito mais uma vez.

Começamos a namorar e foi tudo muito bem, não tínhamos problema de relacionamento, sabíamos conversar, eu adorava a família dele, todos gostavam de mim e parecia que tudo tinha acontecido para dar certo para nós, por mais engraçado que fosse o começo. Acontece que a ex-namorada, que terminou com ele há 3 anos, não parava de mandar e-mails. No começo não me importei (até porque ela mora muito longe), mas isso não parou. Ela foi muito, muito ruim para ele e o que me incomodava não era ciúme, era o desrespeito porque ela o fez sofrer. Não foi pouca coisa, não estou exagerando, a família dele nem tocava no nome dela.

Eu era muito geniosa, mas por causa dele repensei muitas coisas e investi demais na relação. Eu queria que tivesse um futuro tão bom quanto já estava sendo.Em outubro, poucos dias antes do meu aniversário, a mãe dele faleceu. Eles eram muito ligados e ele mudou. Perdeu totalmente a paciência comigo, ficou revoltado. Meu aniversário foi no meio da semana e ele mandou um email, quando nos vimos no final de semana ele nem me deu parabéns, só me entregou os presentes numa sacola. Isso eu entendo, era recente.


Só que as coisas pioraram, e em dezembro ele queria terminar comigo, mas não terminou. Passamos o ano novo juntos e foi muito bom, eu sou muito apaixonada por ele. Dois dias depois de voltar para casa, ele terminou comigo dizendo “não ter mais paciência para um relacionamento”. Isso foi no começo de janeiro, e eu já fiz tudo que eu podia para melhorar, frequento centro espírita, vou ao psiquiatra, já tomei remédio, tentei cair na balada, enfim, tudo. Nada resolve. Tenho vontade de morrer. Sei que é ridículo pensar isso, mas o ajudei muito, ele era muito deprimido e se inferiorizava, agora ele decidiu só trabalhar e me ignorar. Nós tínhamos muitas coisas boas, compramos muitas coisas juntos e não consigo me desprender disso tudo.

Não sei se tudo que vivi foi uma grande mentira inventada por ele, ou se não sou boa o suficiente para que ele queira ter um futuro comigo.Obrigada por me lerem, eu precisava muito desabafar, apesar de todas as tentativas de me livrar desses sentimentos sejam em vão.”

7 Comments

  1. Paulo Paulo

    Amiga, aprendi com a vida que o tempo é um excelente remédio para o que está sentindo, sei que é difícil, mas observe a seu redor as pessoas, seus problemas, muitas desenganadas pela medicina, Fé em Deus que o mundo precisa de você, da sua energia! Beijo!

  2. Paulo Paulo

    Amiga com a experiência de 50 anos de idade, dos quais 20 anos casado, dois namoros, um deles apaixonado, terminar foi horrível, a saída foi a fé em Deus e aprendi a olhar para baixo, quantas pessoas em situação difícil, levante a cabeça, o mundo precisa de você!!Abraço!!

  3. Paulo Paulo

    Amiga com a experiência de um casamento de 17 anos e há 03 separado, dois namoros, já me apaixonei de verdade uma vez, terminar foi horrível, a saída foi DEUS, peça e se apegue a fé, quantas pessoas no mundo em situação difícil,o mundo precisa de você, valorize-se!! Forte abraço !!

  4. Paulo Paulo

    Amiga com a experiência de um casamento de 17 anos e há 03 separado, vários namoros, já me apaixonei de verdade uma vez, terminar foi horrível, a saída foi DEUS, peça e se apegue a fé, quantas pessoas no mundo em situação difícil,o mundo precisa de você, valorize-se!! Forte abraço !!

  5. Paulo Paulo

    Amiga com a experiência de um casamento de 17 anos e há 03 separado, vários namoros, já me apaixonei de verdade uma vez, terminar foi horrível, a saída foi DEUS, peça e se apegue a fé, quantas pessoas no mundo em situação difícil, doenças em crianças, o mundo precisa de você, valorize-se!! Forte abraço !!

  6. cayan cayan

    eu nunca namorei mas entendo oq vc esta passando… e entendo q e normal sofrer… e quando a gente chora se sente mais aliviado..oq eu posso lhe dizer e q tenha calma…mas so vc pode colocar um fim nesse sofrimento…mude o visual, faca umas compras no shopping (sempre me ajuda) arrume um pouco de tempo pra vc mesma.. quando nós nos cuidamos sempre nos sentimos mais felizes e com a auto-estima mais elevada..e logo vc esquecera isso tudo e ira arrumar um novo namorado..

  7. Nunca ninguém é bom, completo ou suficiente para o outro. Temos qualidades que omitimos e defeitos que expomos, sempre. Cabe a cada um de nós pesar o que é possível na relação. Uma relação não é baseada apenas no que a pessoa era quando estavam no início, ou por quem você se apaixonou lá no comecinho e sim na projeção do que esta pessoa é neste momento e representará no futuro se continuar assim. Sei que não é fácil tomar a decisão de terminar uma relação, mas quase sempre ( 99% das vezes ) é a coisa mais sensata a fazer. Haverá sofrimento claro, mas é VOCÊ que colocará o limite neste sofrimento. Em sua vida quem manda é você e somente você sabe o que é melhor para você ! Notou quantos vocês eu usei na última frase ? Pois é… adivinhe quem vai resolver seu caso ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.