Skip to content

Namoro = Círculo Vicioso

Recebi um e-mail onde a leitora conta sua história…Vi um tweet que resume tudo:

Leia:

“Tudo começa com uma carona e uma brincadeira de um cinto que ele usava sempre. Depois de algum tempo de conversas no msn e troca de fotos tiradas em eventos,chega a hora de falar… Pensava que estava confundindo meus sentimentos. Fiquei com medo de perder a sua amizade. Depois de ouvir a frase ‘deixa acontecer naturalmente’, fiquei calma e tive a certeza de que aquilo que sentia por ele era recíproco.

Para minha agonia, ele viajou para Manaus e passou 18 dias lá. Nos falávamos pouco, mas o suficiente, já que estavamos nos conhecendo. Ele chegaria de viagem exatamente no dia dos namorados. Combinei cinema com

circulovicioso

algumas amigas e seus namorados, e óbivio que eu chamei-o também. Depois de carinhos e mais carinhos, eis que rolou o primeiro beijo. E que beijo! Uma semana depois estávamos namorando. Nosso namoro foi exatamente perfeito. Claro que como todo namoro normal, algumas discussões de vez em quando. Namoramos 1 ano e 6 meses.

Terminamos por um motivo bobo. Ele se interessou por outra menina e eu fiquei louca. Depois que ele percebeu que a tal menina não valia nada, me procurou. Ficamos ficando durante 7 meses. Eu já estava cansada de ele não querer assumir o namoro de volta comigo. Me interessei por outro rapaz. Fui numa festa com esse tal rapaz e adivinha quem aparece lá? Meu ex. Ficou perto de mim o tempo todo. O tal rapaz foi embora e me deixou lá sozinha. Quando começou a tocar reggae meu ex me chamou para dançar. Eu não fui. Estava deitada numa rede de palha da barraca de praia da festa toda carente, resolvi mandar uma mensagem pro ex chamando ele pra ficar lá comigo. Ainda estava digitando quando ele chega e a gente começa a conversar. Ele pede pra voltar e eu dou um beijo nele. É óbvio que a resposta era um sim. Ficamos juntos por mais 2 anos e 6 meses. Nosso relacionamento era perfeito. Terminamos no começo do ano passado.

Hoje eu penso em tudo isso como uma experiência boa pra minha vida. Sei que não fui uma ótima namorada e de vez em quando eu vacilava, mas todo o tempo que passei com ele serviu de aprendizado para um futuro relacionamento. Aprendi a dar valor a pessoa que lhe ama e que quer o seu bem. Hoje sou muito grata a ele por tudo que ele fez por mim.

Ficar com ex nunca é bom. Traz a memórias não só as coisas boas, mas também as ruins. Pra vocês eu deixo a dica de esperarem a pessoa certa na hora certa, porque a pessoa certa na hora errada se torna a pessoa errada. E não se iludam com pouca coisa. Nós mulheres é quem escolhemos e não os homens. Então esperem para fazer a escolha certa. E meninas fiquem sempre lindas, cuidem do cabelo, das unhas, das roupas, porque nunca se sabe a hora do príncipe chegar. Ele pode estar do seu lado e você nem imaginar. Um beijo para a galera do blog! “

Quando um namoro/rolo/caso chega ao fim, pensamos: Vai começar tudo de novo! Mas não tem como ‘escapar’ desse círculo…Ou tem?

5 Comments

  1. Excelente, é assim que aprendemos a caminhar nos relacionamentos. Digo que é algo inevitável.
    Beijão

  2. Quem nunca passou/passa por um ciclo desses. é a vida! bjos Lua!

  3. Muito legal a história..
    o Mulherzinhas não serve apenas para as mulheres..aqui da pra ter umas dicas interessantes sobre o comportamento feminino e para o homem esperto aprender tratar melhor sua amada…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.