Algemada à balança

Houve um furor sobre a reportagem mencionada no blog da Martha Medeiros e por mim postado no twitter sobre “a mulher da página 194”, essa reportagem se espalhou como fogo em pólvora…. E por que será???

Ainda nos causa estranheza ver uma modelo que não se encaixe no atual “padrão” de beleza, tantas vezes rebatido e apresentado nas passarelas de todo o mundo e idolatrados pelas mulheres, não só as adolescentes…

Lizzie Miller, 20 anos, trabalha como modelo “plus size”, o bom e velho GG, assim como Fluvia, brasileira nata de 28 anos que trabalha nos Estados Unidos considerada a “Gisele Bündchen 48”. Ela é radiante, alegre, encantadora, inteligente, assim como Lizie. E como disse Martha Medeiros: “Um generoso sorriso, dentes bem cuidados, cabelos limpos, segurança, satisfação consigo próprio, inteligência e bom humor: é isso que torna um homem ou uma mulher bonitos” cuja idéia concordo plenamente (e pra quem pensou “ele só pode ser feio”, acertou!).

Mas como sempre, há quem discorde, e isso é o que há de mais precioso na democracia! Tem homens que gostam das mulheres esqueléticas, que servem de modelos vivas para as aulas de Sistema Ósseo…

Acredito que está havendo uma quebra de paradigma, as modelos esqueléticas já não são mais consideradas símbolo de beleza e bem-estar, como aconteceu na Semana de Moda de Madri em 2006, ainda mais nesse mundo de anorexias e bulimias (uma colega de trabalho está gastando muito dinheiro com psicóloga para tratar a filha bulímica, que se acha gorda sendo magérrima)

A mulher brasileira é considerada uma das mais exuberantes e atraentes mulheres do mundo justamente por apresentarem estas curvas abençoadas pelo Criador, e desenvolvidas pela miscigenação das raças, esse vucu-vucu entre negros, brancos e índios, que deu origem a bunda, pernas e seios grandes, não necessariamente todos juntos…. E por que não se orgulhar disso?

Como já vi no Twitter, e que eu repito, quem gosta de osso é o meu cachorro!!

Este texto foi enviado pelo leitor César Leão de Porto Alegre/RS…sigam no twitter @cesar_leao


Participe da discussão

8 comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  1. Culpada! Como qualquer mortal... diz:

    eu acho que todos os típicos físicos podem ser belos, tudo depende da mulher e dos atributos 😀

    mas eu particularmente não engordo nem sob decreto e não é por falta de comida heuehee
    sendo assim é bom que nem todos tenham o msm gosto.

  2. Tenho que descordar, é deificil o homem que gosta de mulher muito magra, o homem gosta de muita bunda e muito peito, e só! kkk

  3. Garotto Programa diz:

    é bem isso mesmo. Magreza demais não tá com nada… na hora do "vucu-vucu" vai segurar aonde? aliás vai apertar o que? um osso? eu quero é volume! muito bem dito: "(…)quem gosta de osso é o meu cachorro!!"

    um viva para as verdadeiras mulheres..

  4. Como eu sempre digo, quem gosta de osso é cachorro! Eu gosto é de carne.

    Esse negócio de que a mulher para ser bonita tem que ser seca é balela!

    Eu prefiro uma mulher mais carnuda do que uma mulher osso!

    😉

  5. É cada um com seu cada um… eu sempre me achei magra demais… por incrivel que pareça fiz dieta para engordar 😀 e nada… isso para muitas mulheres era o sonho, mas o lado bom disso sempre pude cumer tudo que tive vontade rsrsrs Moral da história: Mulheres nunca estão contentes com nada hahahaha FATO Bjsss

  6. Wagninho Firmino diz:

    totalmente excelente!

  7. a imagem da Lizzie Miller, já esteve aqui no blog em um link, indicado nos links da semana…bjsss

  8. Sempre falo que quem gosta de mulher magra é mulher… e cabide só serve para pendurar roupa mesmo rsrsr
    No mais, tenho que me cuidar por causa da coluna, que, toda vez que engordo, grita!