Skip to content

Acho que perdi o feeling

Existem neste mundo blogueiro, muitos doutores na arte do amor, dá até vontade de juntar tudo, bater no liqüidificador e sair por ai arrasando corações. Eita que é agora que caso. Mas não é bem assim.

Se existissem fórmulas e receitas prontas, ninguém precisaria de post patrocinado para ganhar a vida, era só escrever um livro e ficar milionário, pois sim, milhões de mulheres around the world, pagariam fortunas pela tal fórmula. Mas ela não existe, e talvez nem faria efeito, porque o que não é dito por todos, é que sempre vai existir uma virgula, um porém, uma ovelha que vai fugir do rebanho e incorporar um estilo dark. Generalizar, é uma grande falha. As pessoas são diferentes. Ufa. E o que serve pra mim, sem dúvida não serve pra você. Todo homem gosta de mulher segura, inteligente? Não é bem assim.

Quando conheci meu ex namorado, ele acabara de saltar de paraquedas de uma relação, e decidiu sair assim de repente, porque era tudo muito conturbado. Ele fechou os olhos, saltou e caiu em cima de mim. Pelo que me consta, a ex, atual namorada, era ciumenta demais, possessiva, insegura. Do tipo que liga pra contar que acordou, que quase engasgou ao escovar os dentes e teve que tomar um laxante porque não conseguia ir no banheiro de jeito maneira. Tédio. Ela era fofa, totalmente submissa, do tipo que sempre dava a outra face.

Então nos conhecemos. Eu, com vários projetos. Academia de manhã, trabalho a tarde, faculdade de jornalismo, dinâmica, vários amigos. Foi amor a primeira vista. No começo foi como voltar a respirar. Até que veio a primeira briga. Ao invés de chorar, e me calar por medo de jogar tudo pelo ralo. Eu encarei, prendi o olhar, duvidei, virei as costas e fui embora pra casa. Ao invés de esperar o telefone tocar e ouvir sinceros pedidos de desculpas, liguei pras amigas, me consolei na balada. Depois ponderei, e ele acostumado a toda aquela atenção, aprendeu a se desculpar, a pensar duas vezes, a dar a outra face, a se sentir inseguro e foi ai que fudeu tudo. A outra, já vinha aproveitando para exibir seus dotes de mulher capacho. Tinha perdido a dignidade, mas queria ele devolta. Desisti. Desistimos. Ele voltou pra ela. Hoje me diz que ela continua a mesma, que as vezes se irrita, esbraveja, mas reconhece amor nos olhos dela. Sabe que pode se lançar de olhos fechados. No pain. Já comigo? Comigo teria que se esforçar, se entregar, ficar vulnerável, quem sabe até sofrer.

Quando ele se foi, fiquei assim, sem reação, de boca aberta. Pensando se deveria Ter me jogado em seus braços quando ele deu as costas, pensando se deveria Ter ido bater em sua porta quando ele desligou o telefone na minha cara, pensando se devia Ter –lhe dito “eu te amo” quando estava em sua cama.

Depois conheci outras pessoas, tentei agir de formas diferentes, e me ferrei de muitas formas diferentes. Então resolvi mandar tudo pro inferno. Vesti uma máscara de forte, espalhei cartazes que diziam não preciso de ninguém”, quem sabe assim enganava o tinhoso e ele desistia de botar na minha vida, outro lobo vestido de príncipe. Quem sabe assim ele não fazia valer a regra e parava de botar no meu caminho tanta exceção

Pois é, parece que consegui ludibriar o cabra e ele colocou na minha vida um homem de verdade, mas aí, quem ferrou tudo fui eu. Fiquei insegura, agi feito criança, quase fiz xixi na cama, tamanho era o medo de me mover, de andar no escuro, de enveredar pela incerteza, de me lançar de novo. Procurei pela mulher segura que já fui, mas acho que ela tapou os ouvidos, pois não me ouviu chamar, ou fez que não ouviu. De qualquer forma, já é tarde demais, acho que ele está indo embora.

Depois de conhecer tantas pessoas diferentes e viver situações diferentes, acho que perdi o tato.

O que os doutores do amor não dizem, é que não existe fórmula. Mas de fato as pessoas poderiam ter êxito em todas as suas relações se entregassem a alma, se nada esperassem em troca, se não tentassem possuir o outro. Muitas pessoas, escolhem ser miseráveis, e quase pedem para que tudo dê errado. Para elas, a dor, é um dos mais poderosos afrodisíacos e se entregar de verdade, é quase morrer.


A “Luluzinha” que nos enviou este post, foi a Jacke @jackelineaguiar do blog Doce ou Travessuras.

6 Comments

  1. Patsunami Patsunami

    Adorei o post. Se envolver sem esperar nada em troca é muito dificil.

  2. @ze_flavio @ze_flavio

    É do ser humano tentar conquistar e possuir… Isso acontece em todos os sentidos, nos relacionamentos não são diferentes…

    A questão é aproveitar enquanto está tudo bem… E saltar fora quando não está mais dando certo, de maneira justa, racional e educada, sem agressões

  3. SmsNeves SmsNeves

    Gostei muito do Post.
    Bom.. É complicado mesmo..

    Prefiro não comentar muito, sabe.. Rs

    Beijão pra vcs, meninas e pra Jackeline!

  4. erica erica

    Prefiro ainda sim ser a forte do que a submissa , mas como disse não existem formulas certas pra o amor !

    Bjs amo o mulherzinhas Cafas !

  5. Ériquinha Ériquinha

    Muito bom!!!

  6. Jackeline Aguiar Jackeline Aguiar

    Se eu disser que gostei vai parecer muito suspeito??
    heheheh
    Obrigada meninass, amei estar aqui…
    🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.