Skip to content

Fofocar em salão é pleonasmo [?]

Tenho que compartilhar minha experiência e minha opinião, mesmo que esta seja totalmente diferente da sua. O fato é que adoro ir em salão de beleza e sair de lá com os cabelos ainda mais bonitos (e atualmente loiros) ou com pés e mãos bem cuidados. Que mulher não gosta de um salão?

Mas aí que entra uma coisa que eu sinceramente NÃO curto nem um pouco. Porque as mulheres por lá não param de conversar (fiado, diga-se de passagem)? Sabe aquele frase piegas e largamente difundida nas redes sociais, que diz: Pessoas sábias falam de idéias, pessoas comuns falam de coisas e pessoas medíocres falam sobre pessoas? Pois esta frase passou na minha cabeça, já que por exatas 3 horas e 30 minutos fiquei escutando a ‘ladainha’ das mulheres. Assuntos mais ‘discutidos’: receitas culinárias e homens.

Além do cabelo muito bonito (adorei o produto final) saí de lá sabendo que fulana separou do marido depois que decidiu viajar sem a autorização deste, que sicrana vai para determinada praia e vai usar determinada roupa em tal festa, que o último ‘peguete’ era um cara bem dotado (o.O) etc blábláblá.

Meu filho de sete anos ao ouvir minha reclamação (falei em voz alta para mim) disse-me: Mas salão é lugar de fofoca!

Você pode pensar: Nossa, que mau humor, né? Pode ser, mas da próxima ida ao salão levarei o fone de ouvido, hoje o que ‘me salvou’ foi poder usar a internet no meu celular. Um viva a la technologie! \o/°°\o/

PS: uma delas alertou-me sobre o perigo de ficar muito na internet!

2 Comments

  1. lu lu

    Bom dia gente feliz
    Acho q vcs estao precisando de frequentar lugares melhor, esta historia d fofoca em salao eh soh p qm especula , basta cortar,
    isto sim eh ser prof.
    Nao vejo acontecer em meu Studio, acredito q semelhante atrai semelhante.
    Boa sorte

  2. Mariana Mariana

    Sabe, compartilho do mesmo sentimento … muitas vezes entro muda e saio calada do salão ( e de outros lugares também) e acabam me chamando de antipatica por ai. Mas não me interessa saber da vida alheia, e também pouco importa para as pessoas o que eu tenho feito ou vou fazer da minha vida, a quantas anda ou deixa de andar o meu namoro.

    Não sou anti-patica, só não compartilho do interesse futil pela vida dos outros!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.