Skip to content

Capas de revistas são reais?

Saiu na capa da revista TPM uma capa que deu o que falar em algumas redes sociais. O que muita gente sempre fala é que estas capas impõem uma ditadura de beleza, criam um estereótipo feminino que não é real.

Não é novidade esta discussão e muitas campanhas já foram feitas levando em consideração a mulher “real”.

O assunto da beleza estereotipada dá muito o que falar, uma vez que até mesmo as que defendem a beleza “natural” também criam uma forma de ditadura ao criticarem mulheres que buscam o corpo escultural. E aí surgem posts criticando as mulheres que mudam de hábitos e passam a ficar horas em academia e que mudam os hábitos alimentares.

O que há de errado em querer mudar o corpo? O que há de errado em querer ser cara limpa e não usar maquiagem? O que há de errado em gostar e estar sempre maquiada?

O ideal é estar em equilíbrio entre a saúde física e a mental, ou seja, estar bem com você e seu corpo. Seja malhando horrores na academia ou não.

UPDATE  – Leia o texto “Feminismo de farmácia”, onde a autora opina sobre a capa citada:

“Na capa “falsa”, Alice Braga aparece num maiô cafona, fazendo pose de blasé e cheia de laquê no cabelo. Na capa “verdadeira”, aparece tranquila e risonha. A mensagem é de que a leitora da TPM quer ser gostosa, mas com shortinho folgado e camiseta podrinha. Ela despreza a mulher que “se esforça demais” para preencher os padrões. Melhor preencher esses padrões naturalmente. Trata-se de uma mera mudança de estilo, de embalagem, não de estilo de vida, muito menos de pensamento.”

capa revista

Muitas mulheres sonham em ser capa de revista e isto pode se tornar obsessivo ou motivo para diminuir a estima. Ou pode ser motivação para perder peso, como é o caso desta garota do vídeo abaixo que perdeu 31 kg em oito meses com exercícios e mudanças de hábitos alimentares. Confere aí.

Algumas capas de revistas ficaram famosas por (não) mostrar a mulher como ela é:

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.